minha-noite #4

Não vou falar sobre o Carnaval.

Não vou tocar nas serpentinas, nas fantasias, alegorias, bate-bolas. A caixa vai ficar de lado. Do lado do surdo e do tamborim. A cuíca não tem vez, deixa lá encostada no cubículo. Nada de Colombina, Pierrot ou Arlequim. Nada de Beija-Flor, “viu a Mangueira bláblá” ou “Dez!, nota dez”.

Vou deixar os foliões de lado. A alegria é mais de beber do que de fazer. Os beijos que são dados, roubados, assaltados, forçados… e por aí vai. Não vou perder tempo falando da sujeira, dos acidentes com bêbados, dos furtos e das brigas – também com bêbados.

Teve Blue Man Group em Salvador. Mas qualquer grito de “joga a mãozinha pra cima” vai ser mais intreressante. Em Veneza, é quase proibido aparecer uma parte do corpo. Aqui… não.

O verdadeiro começo de ano pro Brasil, um país de tolos – é só depois do Carnaval. Coisa boa. Bahia de todos os santos. Cidade Maravilhosa. A garoa de Sampa. O Brasil tem cara de feriado. Tem cara de férias  [511 (quinhentos e onze) anos de férias, mas vamo lá]. Damos um jeito sempre mesmo. O dinheiro que vai faltar se aumentar o salário mínimo, aparece pra fazer Estádios de Futebol. E você nem vai reclamar. O hospital tá quase sem teto, mas o Brasil vai ser Hexa! Quem liga pro hospital?!

Um velho de 18 anos. Provavelmente quem vai ler o texto pensa similarmente a mim. Então nem dá pra criticar também.  Provavelmente, você que vai ler o texto, pensa. Que bom.

Mas não vou falar sobre o Carnaval. Aliás, eu vou é pular, com certeza.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: